Redução de jornada e salário poderá sair essa semana

Conforme noticiado pelos técnicos do governo, os acordos de redução salarial devem valer por quatro meses, podendo inicialmente ser liberado por 60 dias, prorrogado pormais 60 dias. A medida deve apoiar cerca de 3 milhões de trabalhadores a manterem seus empregos onde as empresas e trabalhadores realizarão acordos para redução de jornada e salário proporcionalmente em 25%, 50% e 70%. Além disso, a suspensão temporária do contrato de trabalho também deve voltar.

     Já os recursos para custear o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) deverão ser disponibilizados através de um crédito extraordinário, não sujeito ao teto de gastos, tendo em vista que a medida não cabe no Orçamento.

     O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) deverá funcionar nos mesmos moldes de 2020, quando o trabalhador e a empresa entravam em acordo para realizar a redução de jornada e salário de forma proporcional (25%, 50% e 70%).

    O Benefício Emergencial (BEm) permite um acordo entre funcionários e empresas e deverá seguir os mesmos moldes do ano passado, quando os acordos podiam ser feitos de forma proporcional.

Fonte: Google notícias e Rede Jornal Contábil

O SECRASO/RJ segue atento às principais notícias de interesse da Categoria.

Sindicato das Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado do Rio de Janeiro

RUA ARAÚJO PORTO ALEGRE, 70

EDIFÍCIO PORTO ALEGRE - 901 A 905

CENTRO - RIO DE JANEIRO

CEP.: 20.030-015

(21) 2240-1735

Site desenvolvido por Marcos Pimenta